Imprimir

Proposição sugere ao Prefeito a realização de convênios com Senai e Senac

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconeconvenio

 

Aprovada na Câmara na noite dessa terça-feira (02) a Indicação nº 118/2017, de autoria da Vereadora Lourdes Silva de Souza, que sugere ao Prefeito “realizar convênios com as Escolas do SENAC e do SENAI, objetivando a realização de cursos profissionalizantes no município”.

A Indicação, lida em Plenário, foi encaminhada ao Prefeito com a justificativa formal da autora. “O SENAI é hoje um dos mais importantes pólos nacionais de geração e difusão de conhecimento aplicado ao desenvolvimento industrial, sendo o maior complexo de educação profissional da América Latina, oferecendo atendimento adequado às diferentes necessidades locais e contribuindo para o fortalecimento da indústria e o desenvolvimento pleno e sustentável do país. O Senac é uma instituição de educação profissional aberta a toda a sociedade, que oferece cursos e programação, que vão desde a formação inicial até a educação superior, disponibilizando vagas em cursos direcionados aos jovens de diversos municípios do Estado e oferece educação de qualidade e oportunidades reais de trabalho para os mineiros. O nosso município carece de formação profissional especializada e o campanhense precisa se deslocar até as cidades mais próximas em busca da sua especialização. Ao implantar novas indústrias, teríamos mão de obra especializada e não seria mais necessário buscar em outras cidades esses profissionais para atender a demanda do município. Diante dessa medida de grande alcance, solicito a atenção do sr. Prefeito e o apoio dos nobres vereadores”.

Os Vereadores aprovaram a Indicação por unanimidade. Votaram a favor os Vereadores João Paulo Baena Alves, Nevitom Borges da Costa, Carlos César de Castro, Gilson Cezar Prok, Paulo Henrique Furtado, Edvaldo Lira da Silva, Hamilton Pires de Rezende, Rodrigo José de Carvalho, Guilherme de Souza Serrano e a Vereadora Lourdes Silva de Souza. O Presidente da Câmara Leandro Prock Valério, por força regimental não vota, uma vez que não houve empate.