Imprimir

Indicação aprovada sugere criação de feira permanente para incentivar a exposição e venda de produtos de pequenos artesãos e sitiantes

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconesugestao

A Câmara aprovou por unanimidade dos presentes a Indicação nº 85/2017, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que sugere ao Prefeito que possa “estudar a possibilidade de adquirir o antigo prédio da Fábrica de Beneficiamento de Algodão, localizado na Rua Dr. Borges Neto, a fim de estruturar e implantar no local uma Feira Permanente para a exposição e comercialização dos produtos dos pequenos artesãos e pequenos produtores rurais, podendo ser palco de oficinas e eventos culturais e agropecuários”. A proposição ainda enumera alguns objetivos como “apoiar o pequeno artesão e o pequeno produtor rural; oferecer à população e aos turistas o acesso aos produtos que são feitos e comercializados em pequena escala, muitas vezes, produzidos em casa; otimizar a comercialização direta de produtos provenientes do artesanato e da agricultura familiar, minimizando a ação de intermediários, bem como assegurando melhores rentabilidade e sustentabilidade e proporcionar a esses setores o acesso às políticas públicas de fomento”.

O documento levado ao Plenário e discutido pelos vereadores ainda ressalta outra alternativa para a consecução da ideia. “Se não for possível a aquisição do local acima indicado, estudar um local apropriado para as ações aqui sugeridas e, neste local, após realizar um levantamento junto ao Departamento de Turismo, convidar todos os artesãos e produtores para, uma vez por semana, apresentar os seus produtos, aproveitando a visita dos ônibus de turismo que tem sido realizada em nosso município todas as sextas-feiras”.

A proposta, que deve ser encaminhada ao Chefe do Poder Executivo, foi lida em Plenário com a justificativa do autor. “É grande o número de pequenos artesãos e produtores rurais, que não dispõem de local adequado para expor e comercializar os seus produtos. Tal iniciativa busca a geração de ocupação (oportunidade de trabalho) e renda e o desenvolvimento de ações que valorizem esses setores que trabalham em pequena escala, majorando seu nível cultural, profissional, social e econômico. Ao divulgar e apoiar o nosso artesanato e o pequeno produtor, estaríamos também criando uma infraestrutura para impulsionar o nosso município ao desenvolvimento e crescimento”.

Votaram a favor da proposição os Vereadores Carlos César de Castro, Rodrigo José de Carvalho, Hamilton Pires de Rezende, Edvaldo Lira da Silva, Paulo Henrique Furtado, Gilson Cezar Prok, João Paulo Baena Alves, Nevitom Borges da Costa e a Vereadora Lourdes Silva de Souza. Ausente à sessão, o Vereador Guilherme de Souza Serrano. O Presidente da Câmara Leandro Prock Valério, por força regimental não vota, uma vez que não houve empate.