Imprimir

Indicação que sugere vacinação em massa para servidores da educação

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconesaude

Ainda na noite dessa terça-feira (21), a Câmara Municipal aprovou por unanimidade dos presentes, a Indicação nº 40/2017, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que sugere ao Prefeito que “envide esforços junto ao Departamento Municipal de Saúde para que seja realizada vacinação em massa de todo o corpo de servidores envolvido na área da Educação, contra doenças transmissíveis como a febre amarela, a gripe H1N1, dentre outras de alto risco, haja vista a necessidade desses servidores de estar em constante locomoção, seja para congressos, cursos de aperfeiçoamento ou palestras”.

O documento foi lido em Plenário com a justificativa do autor. “Essa medida, que busca evitar a circulação dos vírus que provocam surtos de doenças transmissíveis, busca também abranger uma classe que está em constante locomoção pelo Estado e pelo país, no cumprimento de sua missão de aperfeiçoar conhecimentos que a profissão de educador exige durante toda a sua carreira. Considerando que a cada ano os vírus se tornam mais agressivos, é necessário implementar medidas de saúde pública, objetivando conter o avanço das doenças, levando-se em conta que o organismo leva cerca de 15 dias para gerar anticorpos contra a enfermidade. Desta forma, dada a urgência e necessidade, conto com as providências do Sr. Prefeito”.

Votação:

Votaram a favor da proposição a Vereadora Lourdes Silva de Souza, bem como os Vereadores Rodrigo José de Carvalho, Hamilton Pires de Rezende, Nevitom Borges da Costa, Carlos César de Castro, Edvaldo Lira da Silva, Paulo Henrique Furtado, Gilson Cezar Prok e João Paulo Baena Alves. Ausente à sessão, o Vereador Guilherme de Souza Serrano. O Presidente da Câmara Leandro Prock Valério, por força regimental não vota, uma vez que não houve empate.

A proposição foi encaminhada nesta tarde à Prefeitura, como sugestão à administração municipal.