Imprimir

Requerimento pede que Prefeito informe à Câmara quais ruas foram e serão contempladas pelo Programa Revitaliza-Luz e qual previsão para término dos serviços

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconeiluminacao

 

Aprovado na Câmara Municipal o Requerimento nº 19/2016, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que requer do Prefeito Municipal que possa “informar, com relação ao Programa Revitaliza-Luz, assinado em 30 de junho do corrente exercício, quais as ruas foram e quais serão beneficiadas com o programa e qual a data para o término do serviço de troca de iluminação proposta pelo programa”.

 

A justificativa do documento protocolado no dia 08 de novembro na Câmara é apenas responder à dúvida dos cidadãos quanto as ruas que serão contempladas pelo Programa; questionamentos que as pessoas fazem aos Vereadores, representantes da população. “O Programa, conforme a proposta, tem por objetivo melhorar e ampliar a iluminação em todas as áreas de nossa cidade. Propõe a substituição de braços de luz antigos e lâmpadas por mais eficientes e econômicas. Diante disso, alguns cidadãos gostariam de saber se suas ruas fazem parte do programa, já que boa parte da cidade está com iluminação antiga e obsoleta. Para dirimir tais dúvidas e no cumprimento do papel fiscalizador da Câmara, requeiro as informações para ciência da população, bem como para que possamos fiscalizar o andamento dos serviços”.

 

Votação:

 

O Requerimento que questiona quais as ruas contempladas e a serem contempladas, bem como a data de término do programa, foi aprovado por cinco votos a favor e quatro votos contrários. Votaram a favor os Vereadores Admilson José Ferreira, Leandro Prock Valério, Creone Pagano Sales, João Paulo Baena Alves e Lourdes Silva de Souza e quatro votos contrários dos Vereadores Antônio Flávio Fonseca Filho, Antônio Leopoldino Dias, Edwirges Rafael dos Reis e Heloisa Helena Limoeiro Müller. Ausente à sessão, a Vereadora Valéria Goulart da Costa. O Presidente da Câmara Pedro Messias Alves, por força regimental (por não haver empate) não vota. A proposição será encaminhada pela Câmara ao Prefeito para que providencie a resposta em prazo regimental.