Imprimir

Indicação pede que Secretário de Governo de MG interceda junto ao Estado para a construção de mais casas populares em Campanha

Escrito por André Luiz Ferreira EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconesocial

 

Aprovada por unanimidade na sede da Câmara, por unanimidade dos presentes, a Indicação de nº 08/2016, de autoria da Vereadora Lourdes Silva de Souza, que sugere ao Secretário de Estado de Governo Odair José da Cunha, que possa “interceder, junto ao Governador do Estado, para a realização de convênio com a COHAB-MG, com o objetivo de incluir nosso Município da Campanha no Programa para a construção de casas populares”.

 

A proposição foi lida acompanhada de justificativa da autora. “Nesse programa, os municípios são parceiros, e como contrapartida fazem a doação do terreno destinado à construção de cada conjunto habitacional, e implantam a infraestrutura das redes de energia elétrica, água e esgoto, pavimentação primária e escoamento de águas pluviais. Com uma prestação de valor baixo, o programa vem favorecer a população com renda de 1 a 3 salários mínimos e busca atender a um número cada vez maior de famílias que não têm condições de adquirir a sua moradia própria através de financiamentos particulares. Com esta proposta, a Vereadora deseja que a população de baixa renda tenha melhores condições e qualidade de vida, razão pela qual solicito a especial atenção do Exmo. Sr. Secretário de Estado de Governo, na certeza de que está atento aos reais interesses da coletividade”.

 

A proposição foi aprovada pela unanimidade dos Vereadores presentes à sessão. Votaram a favor os Vereadores Leandro Prock Valério, Creone Pagano Sales, João Paulo Baena Alves, Admilson José Ferreira, Edwirges Rafael dos Reis, Antônio Leopoldino Dias e Antônio Flávio Fonseca Filho, além da Vereadora Lourdes Silva de Souza. Ausentes à sessão estavam as Vereadoras Heloisa Helena Limoeiro Müller e Valéria Goulart da Costa. O Presidente da Câmara Pedro Messias Alves, por força regimental não vota, uma vez que não houve empate na votação.