Imprimir

Moção de Aplauso é aprovada na noite dessa terça-feira

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconemocaoaplauso

Na reunião de ontem (15/09), aprovada a Moção de nº 34/2015, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, destinada ao Externato Nossa Senhora de Lourdes – Cedec. Confira o texto da proposição:

“O Vereador, que esta subscreve, vem respeitosamente, após ouvida a Casa, apresentar uma MOÇÃO DE APLAUSO ao Externato Nossa Senhora de Lourdes-Cedec-Objetivo, pelo seu comprometimento e importante canal de aprendizagem e transferência do saber em nosso município. A Instituição Externato Nossa Senhora de Lourdes - CEDEC, desde 1958 busca oferecer à Comunidade Campanhense e cidades vizinhas, um ensino de qualidade em parceria com o Sistema de Ensino Objetivo, que atualmente é o que mais aprova alunos nos vestibulares bem como tem obtido 1º lugar no ENEM nacional nos últimos anos. Visando a necessidade de avanço tecnológico e aprofundamento científico, a Escola optou pela parceria com a Lego Zoom Internacional, oferecendo aos educandos aulas semanais de robótica e iniciação tecnológica. Através das aulas de Robótica, propiciamos aos nossos educandos a participação em Torneios como o Mineiro, onde conseguiu-se a vaga para o Nacional e com o sexto lugar ficou classificado para o Internacional. Sempre comprometido em seu importante papel na sociedade campanhense, o Cedec-Objetivo se destaca frente à educação e a cultura, razão pela qual apresento a sincera homenagem deste representante legal junto a essa Casa Legislativa”.

Votação:

A proposição foi aprovada por oito votos a favor (dos Vereadores Admilson José Ferreira, Antônio Leopoldino Dias, Edwirges Rafael dos Reis, João Paulo Baena Alves e Leandro Prock Valério (autor) e das Vereadoras Heloisa Helena Limoeiro Müller, Lourdes Silva de Souza e Valéria Goulart da Costa). Ausentes à reunião, o Vereador Antônio Flávio Fonseca Filho e o Vereador Pedro Messias Alves. O Presidente em exercício Creone Pagano Sales, por força regimental, não vota; somente em casos de empate.