Imprimir

Indicação pede reforma ou reconstrução de ponte sobre o Rio Palmelinha

Escrito por Comunicação Câmara EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconetrafegorural

Aprovada na Câmara Municipal da Campanha, nessa terça-feira (30 de junho), a Indicação nº 142/2015, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que sugere ao Prefeito Municipal a “reforma ou reconstrução, em caráter de urgência, da ponte sobre o Rio Palmelinha, que liga às propriedades Fazenda Jatobá, do Sr. Ricardo Pittiglianni e do Sr. Romeu Mendes, dentre outras que se localizam à margem esquerda do referido rio”.

A justificativa foi apresentada em documento lido em Plenário. “Cabe salientar que esta ponte é utilizada para escoamento da safra de citros, de café, de leite e de outros gêneros alimentícios produzidos na margem esquerda do Rio Palmelinha. Ainda cito a importância da referida ponte em relação ao transporte escolar, que se utiliza da ponte para se locomover até a cidade e vice versa. Com a ponte caindo, a comunidade rural localizada na extremidade esquerda do Rio Palmelinha ficaria isolada, o escoamento da safra estará comprometido e o transporte das crianças estará inviabilizado. Deixo ainda evidente que o Secretário de Obra já está ciente do problema da ponte, pois um dos proprietários interessados já o levou para realizar a inspeção da referida ponte e se propôs a doar a madeira (toras de eucalipto) necessária para a reforma da ponte. Venho com este pedido, em caráter de urgência, tendo em vista que a ponte é utilizada para o transporte escolar, para o escoamento da safra que está em andamento e como meio de acesso de toda a comunidade”.

Votação

A proposição foi aprovada por nove votos a favor (dos Vereadores Leandro Prock Valério (autor), Edwirges Rafael dos Reis, Antônio Flávio Fonseca Filho, Antônio Leopoldino Dias, Admilson José Ferreira João Paulo Baena Alves e Creone Pagano Sales e das Vereadoras Heloisa Helena Limoeiro Müller e Valéria Goulart da Costa). Ausente à reunião, a Vereadora Lourdes Silva de Souza. O Presidente da Câmara Pedro Messias Alves, por força regimental, não vota; somente em casos de empate.

A proposição deve ser protocolada na sede da Prefeitura para estudo.