Imprimir

Indicação sugere ao Prefeito construção de galpão com cobertura para a frota de veículos, em local que observe normas ambientais

Escrito por André Luiz Ferreira EM .

Configuração do Tamanho do Texto

iconefrotameioambiente

Aprovada por unanimidade dos Vereadores, na noite dessa terça-feira (02 de junho) a Indicação nº 125/2015, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que sugere ao Prefeito Municipal “construir um galpão com cobertura para guardar os veículos e máquinas públicas da frota municipal, e que este local observe as normas ambientais vigentes observando a distância mínima de 15 metros em relação a corpos d água”.

 

A proposição foi levada ao Plenário acompanhada de justificativa. Segundo o autor é preciso “retirar os veículos públicos da margem do curso d’ água (Ribeirão Santo Antônio), pois a frota de veículos e máquinas utiliza-se de combustíveis derivados de petróleo (óleo diesel, gasolina, graxa entre outros produtos que geram resíduos poluentes ao meio ambiente), e sendo assim, o pátio depósito de veículos está à margem do ribeirão Santo Antônio e todos os resíduos combustíveis que caem no solo descem direto para dentro do córrego Santo Antônio poluindo diretamente a água. A exemplo, quando chove os veículos estando descobertos, a água da chuva lava-os e leva os resíduos combustíveis para dentro da água. Sendo assim, observa-se que o município deve providenciar outro local adequado para guardar seus veículos e máquinas, local este coberto e guardando distancia mínima do leito d água”.

 

Para ele, outro fato justifica o pedido. “Outro fato que justifica o local de guardar os veículos e máquinas ser coberto é a questão da ação do tempo que causa dano ao patrimônio público, pois, deve-se observar que são milhões de reais que estão expostos a chuva e sol o ano todo. Isso se verifica em prejuízo a toda a sociedade, pois diminui a vida útil destes bens públicos que poderiam proporcionar uma melhor prestação de serviços aos cidadãos campanhenses”, finalizou o autor no documento.

 

A proposição deve ser encaminhada ao Chefe do Poder Executivo Municipal.